Archive for the ‘Manuais’ category

Como se livrar do Telemarketing

30 de outubro de 2009

Cansado dessas ligações de empresas de telemarketing? Eis aqui 10 meios de aterrorizar a pessoa que está do outro lado da linha.

1) Quando a pessoa lhe perguntar “como vai?” responda: “Estou tão feliz que você esteja me perguntando isso! Hoje em dia ninguém mais se preocupa comigo e preciso tanto conversar com alguém… Minha artrite está me matando e meu cachorro acaba de morrer. O pior, é o meu médico que me disse…”

2) Fale à pessoa para falar MUITO devagar porque você está escrevendo tudo o que ela está dizendo.

3) Quando a pessoa disser: “Bom dia, meu nome é Francisco da empresa X”, peça-lhe para soletrar o nome e sobrenome, e o nome da empresa. Faça-o repetir.

Pergunte o endereço, faça soletrar o nome da rua, o CEP. E faça repetir novamente. Peça-lhe o nome do chefe dele, o número do CGC, etc… Faça pausas longas como se você estivesse escrevendo tudo num papel. Continue a fazer perguntas pelo tempo que for necessário.

4) Quando a pessoa se apresentar (ex: “eu sou Júlia”), dê um grito: “Júlia? Oh meu Deus! É você mesma? Faz tanto tempo que não tenho notícias suas! Como é que você foi na faculdade? Você não lembra de mim?”

5) Se uma empresa de telefonia ligar para lhe oferecer descontos nos interurbanos, responda com voz sinistra: ‘Não tenho amigos. Ninguém quer ser meu amigo. Ninguém quer falar comigo. Você quer ser meu amigo? Eu poderia ligar para você… Qual é teu número?”

6) Se uma administradora de cartão de crédito ligar para lhe oferecer um cartão, responda que esta oferta caiu do céu, você acabou de pedir concordata e está com um monte de dívidas, seu cheque especial foi cortado e que finalmente você vai poder fazer as compras de supermercado.

7) Diga que você está em liberdade condicional, num programa de reabilitação social para detentos violentos e que você precisa pedir à assistente social a autorização dela.

8 ) Depois de ter ouvido tudo o que a pessoa tem a dizer, peça-a em casamento, porque você só dá seu número de cartão de crédito a sua esposa.

9) Diga à pessoa: “Nem tente, André, eu já reconheci tua voz! Essa brincadeira é boa, mas agora não tem mais graça. E como vai a tia Joana?”. Não importa o que a pessoa lhe disser, repita: “Pára com isso, André, você não percebeu que eu já te reconheci?”

10) Diga à pessoa que você está muito ocupado no momento, mas que lhe dê seu número particular que você irá ligar mais tarde. A pessoa evidentemente não vai querer lhe dar o número. Responda então: “Eu imagino que você não queira ser importunado na sua casa”. Eu também não!

Eu já fiz todas, e realmente funciona, a pessoa fica tão nervosa quando o feitiço volta que acaba desligando, vale a pena tentar

Anúncios

Manual De Como Falar Bem

19 de outubro de 2009

Fala ae galera, dessa vez vim ensinar o pessoal a falar bem em algumas situações, é facil fazer isso mas temos um manual pra resolver todos seus problemas!!

curtam ae

Prosopopéia flácida para acalentar bovinos.

(Conversa mole pra boi dormir)

Colóquio sonolento para gado bovino repousar.

(História pra boi dormir)

Romper a face.

(Quebrar a cara)

Creditar o primata.

(Pagar o mico)

Inflar o volume da bolsa escrotal.

(Encher o saco)

Impulsionar a extremidade do membro inferior contra a região glútea de alguém.

(Dar um pé na bunda)

Derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento.

(Chutar o pau da barraca)

Deglutir o batráquio.

(Engolir o sapo)

Colocar o prolongamento caudal em meio aos membros inferiores.

(Meter o rabo entre as pernas)

Derrubar com intenções mortais.

(Cair matando)

Aplicar a contravenção do Senhor João, deficiente físico de um dos membros superiores.

(Dar uma de João sem braço)

Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira.

(Nem a pau)

Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais.

(Nem que a vaca tussa)

Sequer considerar a utilização de instrumentos metálicos derivados do ferro.

(Nem ferrando)

Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente.

(Chutar o balde)

Retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica.

(Tirar o cavalinho da chuva)

Arrumar os foliculos capilares  do primata

(Pentear o macaco)

Dicionario de Mineirês

7 de outubro de 2009

Muitas pessoas se confundem quando vão a Minas Gerais visitar o parente caipira e não entendem o que ele está dizendo. Seus problemas acabaram, acaba de sair o Dicionário Mineirês/Português, o guia definitivo para entender os mineiros. Confira:

PRESTENÇÃO – É quano eu tô falano iocê num tá ovino.

CADIQUÊ? – Assim, tentanu intendê o motivo.

CADIM – É quano eu num quero muito, só um poquim

DEU – o mez qui “di mim”. Ex.: Larga deu, sô!

SÔ – fim de quarqué frase. Qué exêmpro tamem? Cuidadaí, sô!

DÓ – o mez qui “pena”, “cumpaxão” : “ai qui dó, gentch…!!”

NIMIM – o mez qui in eu. Exempro: Nòoo, ce vivi garrado nimim, trem!… Larga deu, sô!!…

NÓOO – Num tem nada a vê cum laço pertado, não! Omez qui “nossa!..” Vem de Nòoosinhora!…

PELEJANU – omez qui tentanu: Tô pelejanu quesse diacho né di hoje, qui nó! (agora é nó mez!)

MINERIM – Nativo duistadiminnss.

UAI – Uai é uai, sô… Uai!

ÉMÊZZZ?! – minerim querêno cunfirmá.

NÉMÊZZZ?! – minerim querêno sabê si ocê concorda.

OIAQUI – Minerim tentano chama atenção pralguma coizz…

PÃO DI QUEJU – Iosscêis sabe!… Cumida fundamentar qui disputa com o tutu a preferêca dus minêro

TUTU – Mistura de farinha di mandioca (o di mio) cum fejão massadim. Bom dimais da conta, gentch!!..

TREIM – Qué dize quarqué coizz qui um minerim quizé! Ex: “Já lavei US Trem!” “Qui trem bão!!”

NNN – Gerúndio du minreis. Ex: “Eles tão brincannn”, “Cê tá innn, eu tô vinnn…”

PÓPÔPÓ? – Mineira perguntando pro marido se Pode Pôr o Pó.

PÓPÔPOQUIM – Resposta afirmativa do marido.

JISGIFORA – Cidadi pertin du Ridijanero. Cunfunde a cabeça do minerim que si acha qui é carioca.

DEUSDE – desde. Ex: “Eu sô magrelin deusde rapazin!”

ISPÍA – nome da popular revista “VEJA”

ARREDA – verbu na form imperativ (danu órdi), paricido cum saí. “Arredaí, sô!”

“IM” – diminutivo. Ex: lugarzim, piquininim, vistidim, etc.

DENDAPIA – Dentro da pia.

TRADAPORTA – Atrás da porta.

BADACAMA – Debaixo da cama.

PINCOMÉ – Pinga com mel.

ISCODIDENTE – Escova de dente.

PONDIÔNS – Ponto de ônibus.

SAPASSADO – Sábado passado.

VIDIPERFUME – Vidru de perfume.

OIPROCÊVÊ (ou OPCV) – óia procê vê

TISSDAÍ – Tira ISS daí.

CAZOPÔ – Caxa disopor.

ISTURDIA – Otru dia.

PROINOSTOINO? – pronde nós tamo inu?

CÊSSÁ SÊSSE ONS PASSNASSAVASS? – ocê sabe se esse ônibus passa na Savassi?

BELZONTE – Capitar do istado.

TPM em 4 Fases

4 de outubro de 2009

Qualquer semelhança não é coincidência!

Segundo a visão masculina, dividiu-se a TPM em 4 fases principais:

Fase 1 – A Fase Meiguinha

Tudo começa quando a mulher começa a ficar dengosa, grudentinha.

Bom sinal? Talvez, se não fosse mais do que o normal.

Ela te abraça do nada, fala com aquela vozinha de criança e com todas as palavras no diminutivo.

A fase começa chegar ao fim quando ela diz que está com uma vontade absurda de comer chocolate.

O que se segue, é uma mudança sutil desse comportamento, aparentemente inofensivo, para um temperamento um pouco mais depressivo.

Fase 2 – A Fase Sensível

Ela passa a se emocionar com qualquer coisa, desde uma pequena rachadura em forma de gatinho no azulejo em frente à privada, até uma reprise de um documentário sobre a vida e a morte trágica de Lady Di.

Esse estágio atinge um nível crítico com uma pergunta que assombra todos os homens, desde os inexperientes até os mais escolados como o meu pai

– Você acha que eu estou gorda?

Notem que não é uma simples pergunta retórica.

Reparem na entonação, na escolha das palavras.

O uso simples do verbo “estou” ao invés da combinação “estou ficando”, torna o efeito da pergunta muito mais explosiva do que possamos imaginar.

E essa pergunta, meus amigos, é só o começo da pior fase da TPM.

Essa pergunta é a linha divisória entre essa fase sensível da mulher para uma fase mais irascível.

Fase 3 – A Fase Explosiva

Meus amigos, essa é a fase mais perigosa da TPM.

Há relatos de mulheres que cometeram verdadeiros genocídios nessa fase.

Desconfio até que várias limpezas étnicas tenham sido comandadas por mulheres na TPM.

Exagero à parte, realmente essa é a pior fase do ciclo tepeêmico.

Você chega na casa dela, ela está de pijama, pantufas e descabelada.

A cara não é das melhores quando ela te dá um beijo bem rápido, seco e sem língua.

Depois de alguns minutos de silêncio total da parte dela, você percebe que ela está assistindo aquele canal japonês que nem ela nem você sabem o nome.

Parece ser uma novela ambientada na era feudal.

Sem legendas…

Então, meio sem graça, sem saber se fez alguma coisa errada, você faz aquela famosa pergunta: “Tá tudo bem?”

A resposta é um simples e seca: “Tá”, sem olhar na sua cara.

Não satisfeito, você emenda um “Tem certeza?”, que é respondido mais friamente com um rosnado baixo e cavernoso “teenhoo.”.

Aí, como somos legais e percebemos que ela não tá muito a fim de papo, deixamos quieto e passamos a tentar acompanhar o que Tanaka

está tramando para tentar tirar Kazuke de Joshiro, o galã da novela que…

– Porra, viu!? – ela rosna de repente.

– Que foi?

A Fase Explosiva acaba de atingir o seu ápice com essa pergunta.

Sem querer, acabamos de puxar o gatilho.

O que se segue são esporros do tipo:

– Você não liga pra mim! Tá vendo que eu to aqui quase chorando e você nem pergunta o que eu tenho!Mas claro! Você só sabe falar de você mesmo! Ah, o seu dia foi uma merda?O meu também! E nem por isso eu fico aqui me lamuriando com você! E pára de me olhar com essa cara! Essa que você faz, e você sabe que me irrita! Você não sabe! Aquele vestido que você me deu ficou apertado! Aaaai, eu fico looooouca quando essas coisas me acontecem! Você também, não quis ir comigo no shopping trocar essa porcaria! O pior de tudo é que hoje, quando estava indo para o trabalho, um motoqueiro mexeu comigo e você não fez nada! Pra que serve esse seu Jiu Jitsu? Ah, você não estava comigo? Por que não estava comigo na hora? Tava com alguma vagabunda? Aquela sua colega de trabalho, só pode ser ela. E nem pra me trazer um chocolate! Cala sua boca! Sua voz me irrita! Aliás, vai embora antes que eu faça alguma besteira. Some da minha frente!

Desnorteado, você pede o pinico e sai.

Tenta dar um beijinho de boa noite e quase leva uma mordida.

Fase 4 – A Fase da Cólica

No dia seguinte o telefone toca.

É ela, com uma voz chorosa, dizendo que está com uma cólica absurda, de não conseguir nem andar.

Você vai à casa dela e ela te recebe dócil, super amável.

Faz uma cara de coitada, como se nada tivesse acontecido na noite anterior, e te pede pra ir à farmácia comprar um Atroveran, Ponstan ou Buscopan pra acabar com a dor dela.

Você sai pra comprar o remédio meio aliviado, meio desconfiado.

“O que aconteceu?”, você se pergunta.

“Tudo bem”. Você pensa. “Acho que ela se livrou do encosto”.

Pronto! A paz reina novamente.

A cólica dobra (literalmente) a fera e vocês voltam a ser um casal feliz.

Pelo menos até daqui a 20 dias…